Páginas

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Martírios do corpo feminino: Orlan e Hannah Wilke



Resumo: Este artigo analisa obras de Orlan e Hannah Wilke, dando enfoque à relação entre dor e corpo feminino. A primeira, através do projeto “A reencarnação de Santa Orlan”, critica alguns padrões artísticos da beleza feminina estabelecidos no decorrer da história da arte. Já Hannah Wilke pesquisa em diferentes momentos de sua vida a imagem do corpo feminino saudável ou doente. Ambas as artistas conseguem problematizar a relação entre corpo, mulher e dor, sendo capazes de realizar uma crítica à produção de imagens de mulheres de dentro para fora.

Texto publicado originalmente na Revista Concinnitas em julho de 2010.


Nenhum comentário: